sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Muitos de vocês desenhistas já devem ter ouvido de alguém: “não tenho paciência pra fazer isso” quando o viram executar algum desenho bem detalhado ou que demorou algumas horas pra ser concluído. Você dar um sorriso, e diz, é simples. É simples sim, mas para nós que desenhamos. Desenhamos por amor ao nosso trabalho. Por que nos doamos o máximo de nós em cada detalhe de cada desenho novo que fazemos. 








Desenhamos por que em muitos casos, nos serve como um refúgio de alguns problemas do cotidiano e fazemos nossa terapia em uma prancheta com lápis e papel. E que, apesar de quase nunca sermos reconhecidos por nossos trabalhos, continuamos a desenhar. Não em busca de reconhecimento, mas em busca de sempre melhorar, de sempre dar o melhor de nós mesmos em cada novo trabalho. Há outras pessoas que chegam pra você e falam: Queria ter o dom de desenhar assim. Desenhar não é um dom. è estudo, é prática, é paciência, é dedicação, é disciplina, persistência, é amor pelo desenho,... Tem pessoas que dizem não conseguirem fazer um círculo. A pessoa tenta uma vez fazer um círculo e só porque não ficou perfeito logo de cara, desiste e diz que não tem o dom para desenhar. Se você gosta de  desenho, gosta de desenhar, seja persistente, não desista. Estude, busque dicas, converse com outros desenhistas, se tiver oportunidade, faça um curso. Garanto que sempre irá melhorar a cada novo trabalho. Lhe desejo boa sorte e muita persistência. E se precisar de algum apoio, estarei sempre disposto a ajudá-lo e a compartilhar o pouco do conhecimento que aprendi sobre desenhar.  E por fim, como dizia o poeta, ou filósofo, ou um grande desenhista: "DESENHO, LOGO EXISTO".


2 comentários:

  1. Sua análise é perfeita.
    Parabéns e obrigado pelas dicas.
    Vou lembrar delas quando for desenhar, de agora em diante!

    ResponderExcluir
  2. Sua análise é perfeita.
    Parabéns e obrigado pelas dicas.
    Vou lembrar delas quando for desenhar, de agora em diante!

    ResponderExcluir